Arquivo da categoria: internet

#Inclusão digital como formação de cidadãos

Image


Destinar equipamentos apreendidos pela receita federal às escolas é certamente a melhor opção pra o destino destes materias. A inclusão digital é um caminho sem volta, as escolas brasileira nescessitam oferecer o ensino informatizado às crianças.

Plano de inclusão digital irá doar PCs apreendidos pela aduana para escolas

Lançado nesta sexta-feira (30/3), o Projeto de Inclusão Digital e Educação Fiscal (Pidefi) prevê a doação de computadores apreendidos pela aduana – órgão fiscalizador da Receita Federal que controla a entrada e saída de mercadorias – para os 22 municípios que formam a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride/DF).

No evento, que contou com a participação de professores e estudantes de escolas do Entorno, foi assinado Termo de Parceria entre a Secretaria do Entorno e a Receita Federal para desenvolver a educação digital em escolas que não contam com programas de inclusão digital. O projeto prevê a distribuição de notebooks e material pedagógico para montar salas de informática em cada uma das cidades da Ride/DF.

O governador do DF, Agnelo Queiroz, e o superintendente Regional da Receita Federal da 1º Região Fiscal, José Oleskovicz, fizeram a entrega simbólica de computadores para escolas de Valparaíso de Goiás, Águas Lindas de Goiás e Planaltina de Goiás, que serão os primeiros municípios a receber os kits.

“Este é um projeto que tem como foco a juventude do nosso Entorno. A inclusão digital é absolutamente necessária no mundo de hoje. É essencial para a iniciação no mercado de trabalho e para a qualificação profissional”, destacou o governador. “Além disso, vamos tornar a escola mais agradável e atrativa, com equipamentos de informática e aulas de cidadania”, acrescentou Agnelo Queiroz.

O superintendente regional da Receita Federal destacou a importância da parceria com o GDF. “Os bens que serão destinados às escolas serão muito importantes para a formação de cidadãos mais éticos e solidários”, afirmou José Oleskovicz. “E é interessante ressaltar que os equipamentos a serem doados foram aprendidos de pessoas e empresas que se desviaram do papel de cidadão”, frisou.

O secretário do Entorno, Bispo Renato Andrade, destacou que esta parceria é apenas uma das ações que estão sendo realizadas em prol do Entorno. “Não temos limitado nossos esforços para atender os municípios do Entrono. As dificuldades foram enormes, mas estamos tentando fazer tudo que está ao nosso alcance para garantir melhorias à população”, afirmou.

Ferramenta de trabalho – Para Sandra Freitas, diretora da escola municipal Tancredo Neves, em Valparaíso de Goiás, o laboratório de informática atualizado será uma importante ferramenta de trabalho que auxiliará na parte pedagógica da escola. “Hoje em dia, nós não conseguimos desempenhar um bom trabalho sem esse tipo de equipamento”, enfatizou.

O professor da escola estadual Emília Ferreira Branco, de Águas Lindas de Goiás, Ciro César dos Reis, destacou que os alunos poderão interagir melhor com os professores e que isso influenciará diretamente no aprendizado. “O laboratório de informática representa um ganho muito importante porque os estudantes terão um melhor acesso a informações e pesquisas e poderão trabalhar em interação com os professores”, ressaltou.

Aluna do nono ano da escola de Águas Lindas, Tainara Almeida, 14 anos, elogiou o projeto de inclusão digital. “Os computadores vão nos trazer mais informações e nos ajudar a fazer nossos trabalhos escolares. Vai facilitar bastante”, observou a estudante.

Educação fiscal – Além da inclusão digital, o projeto inclui também um trabalho de educação fiscal com as escolas do Entorno. Entre as ações estão visitas dos estudantes à alfândega do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitscheck.

O secretário de Educação do DF, Denilson Bento da Costa, destacou a importância de abordar o assunto nas escolas. “Já temos em alguns locais a experiência de professores atuando dentro da sala de aula com a educação fiscal”, informou. “Nossa intenção é que isso seja implantado na totalidade das escolas brasilienses”, destacou.

fonte: http://migre.me/8ubrp

Imagem: http://migre.me/8uboc

Anúncios

#solução para os buracos das ruas: Campanhas bem #Humoradas na internet

Image

A falta de reparos em ruas e avenidas de inúmeras cidades permitem que o problema dos buracos se agrave. Em épocas de chuvas então é que o perigo se multiplica. Cansados de pedidos e solicitações em vão, moradores organizaram campanhas críticas e bem humoradas pelas redes sociais para chamar atenção.

Moradores de várias regiões do país fazem protesto contra buracos

A ideia é mobilizar as pessoas e chamar atenção das autoridades. A forma que milhares de brasileiros encontraram para botar a boca no trombone é a internet.

O susto veio logo depois de um temporal. O enorme buraco e o córrego que passa embaixo ameaçam quarenta casas no chamado Ladeirão do Morumbi, em São Paulo. Os moradores tiveram que sair. O caso realmente é grave e envolve risco grande. Por isso, dois dias depois o buraco já começou a ser consertado.
Pelo Brasil, há buracos abertos há muito tempo. Contra eles, existe um novo tipo de protesto e mobilização. É com uma boa dose de ironia que as reclamações contra os buracos ganham cada vez mais seguidores nas redes sociais. Tem até concurso para eleger o buraco mais bonito de Joinville, Santa Catarina.
Em Trindade, na região metropolitana de Goiânia, um morador decidiu mapear os buracos pela internet. Em duas semanas, conseguiu reunir quase 400 colaboradores.
Em Frutal, no Triângulo Mineiro, a mobilização feita pela internet ganhou as ruas. Os moradores foram convocados pelas redes sociais. Em quatro horas, foram pintados 89 buracos em uma mesma rua.
Em Barbacena, no interior de Minas Gerais, a mobilização na internet e a tinta também foram usadas para chamar a atenção de quem tem obrigação, mas parece não ouvir as reclamações.
Para mostrar o descontentamento com a solução que não chega, em Cuiabá, os moradores plantaram uma bananeira em um buraco.
Em Belém do Pará, um ciclista caiu em um buraco encoberto pela água.
Outro buraco em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, é do tipo vai e volta. Há dois anos, consertos mal feitos fazem com que ele esteja sempre ali e, muitas vezes, em companhia de vários outros.
O assistente administrativo Carlos Eduardo Correia decidiu se juntar aos descontentes da internet. “Se você ficar só vendo e não tomar uma providência, alguém tem que botar a boca no trombone e falar alguma coisa. Você está pagando seus impostos, você tem que ter os diretos como cidadão”.

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2012/03/moradores-de-varias-regioes-do-pais-fazem-protesto-contra-buracos.html

Em Porto Alegre um grupo comparou os buracos da cidade com um enorme campo de golf, confira o vídeo abaixo:

#Internet grátis: acesso a #rede é um dos direitos humanos, afirma #ONU

Hoje a conexão com a internet pode medir o desenvolvimento de um país, a banda larga nacional é uma das prioridades do atual governo e que vem andando a passos lentos.
A ONU (Organização das Nações Unidas) assegura o acesso a internet como um direito básico do cidadão, isso quer dizer que além de ter direito de ir e vir, direito à educação e cidadania, você ainda tem direito a usar a internet como defesa da liberdade de expressão.
Enquanto isso, o Brasil possui a banda larga mais cara do mundo, com custo muito acima do praticado em países emergentes e até mesmo com economias menos desenvolvidas, revela estudo da UNCTAD (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento).
De acordo com estudo, divulgado no país pelo Comitê Gestor da Internet, o custo do mbps móvel está em US$ 51, enquanto no Quênia fica em US$ 4 e na Turquia, US$3. Na banda larga fixa brasileira, o custo do megabit está estimado em US$ 61 http://migre.me/8rEMy
O acesso a internet ainda é bastante limitado no Brasil, mas muitas cidades do país que são bons exemplos, já oferecem internet grátis para toda a população como é o exemplo do município de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre/RS.

*por Nerlene Beras, Jornalista

Internet social para os alvoradenses

Com o objetivo de ampliar o conhecimento, a cultura e a integração com o mundo, tendo como ferramenta as redes sociais, a prefeitura de Alvorada estará disponibilizando, a partir de meados de abril, internet gratuita para toda a cidade.
Especialmente dirigida às comunidades menos favorecidas, onde crianças e jovens só têm contato com o computador em escolas ou locais públicos, a ação busca corrigir distorções como a que foi mostrada no levantamento divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que revela o baixo percentual de alvoradenses, apenas 6,84 dos quase 200 mil habitantes, conta com acesso à web, índice que é quase três vezes menor a média nacional.
O projeto Internet Social totalizará investimentos na ordem de R$ 1,1 milhão, incluindo recursos do ministério da Educação. 18 antenas, instaladas em prédios públicos, com alcance de 300 metros cada, vão transmitir o sinal que poderá suportar até 35 mil acessos ao mesmo tempo, com uma velocidade de 300 kbps.
Para acessar de forma permanente o contribuinte deverá entrar no site da prefeitura, se cadastrar e receber uma senha que possibilitará o acesso em qualquer local onde o sinal esteja disponível.

*Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura de Alvorada