Arquivo da categoria: estradas

Pelo menos 18% do #salariomínimo de cada trabalhador é investido em #transportepúblico em Porto Alegre

Agora, em Porto Alegre, as passagens de ônibus custam R$ 2,95, enquanto o salário mínimo alcança R$ 724,00. Na soma da ida e da volta do trabalho, o transporte custa para o trabalhador R$ 5,90.

Onibus-lotado_1

Essa imagem é rotina para os portoalegrenses que pagam R$ 2,95 pelo transporte público

Aqueles que trabalham 5 dias úteis no mês, gastam em média 22 passagens de ida e 22 de volta,  o que resulta na soma de R$ 129,80. Isso representa  18% do salário mínimo.

Considerando 22 dias úteis e 8 horas trabalhadas, cada pessoa investe mais de uma hora/dia somente para pagar o transporte, já que uma hora trabalhada equivale a R$ 4,11.

Ok! Mas em quais condições o trabalhador investe esses 18% de sua renda?

Ônibus lotados, sem segurança, pessoas em pé no corredor com motoristas que não respeitam o excesso de velocidade.

Aí eu faço duas perguntas:

1-      Por que o motorista de carro é obrigado a usar sinto de segurança para a sua proteção e para não ser multado?

2-      Por que quem utiliza o transporte público pode ficar em pé no corredor, sem a menor segurança?

Qual é a diferença?

Somente consigo visualizar um comum entre essas duas perguntas, que é a segurança das pessoas.

Fique atento!

Você que é eleitor, sabe o que o seu parlamentar está fazendo por você em relação ao transporte público?

O vereador Pedro Ruas (P-SOL) está coletando assinaturas para instalação de uma CPI, e até o momento somente 10 vereadores apoiaram a sua proposta. Veja matéria no Jornal do Comércio de hoje: http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=158757

O legislativo da capital conta com 36 parlamentares.

Fique de olho, este ano, teremos novas eleições, muitos vereadores irão concorrer a vagas na Assembléia Legislativa. Acompanhe a política perto de você e ajude a mudar!

Anúncios

A triste realidade do trânsito: A cada dia são registradas mais mortes nas estradas gaúchas

Image

A incidência de acidentes de trânsito nas estradas gaúchas é assustadora. Na região Noroeste os casos surpreendem ainda mais, iniciei este post para citar o acidente que vitimou 3 jovens na madrugada de domingo, na BR 285, próximo a Vitória das Missões, bastou acessar sites de jornais da região para me defrontar com manchetes de mortes e feridos em novos acidentes. Ontem dia 07, na BR 392, entre os municípios de São Sepé e Caçapava, mais um veículo de passeio chocou contra um ônibus, não houve vítimas fatais. Hoje, na RS 168, sentido Roque Gonzales/São Luiz Gonzaga, um veículo de passeio colidiu com um caminhão, logo depois, duas pessoas que estavam em uma moto morreram em acidente de trânsito na BR 158, no município de Júlio de Castilhos, e antes mesmo de concluir a matéria, ainda na mesma região do Estado, um caminhão carregado de frutas e legumes chocou-se em um barranco no Km 50 da rodovia que liga Santa Rosa a Giruá na RS-344. Poderíamos dizer que a imprudência é a causa de tantas ocorrências, mas quem conhece a região e o péssimo estado das estradas sabe que as vítimas nem sempre são as culpadas. O estado das rodovias é péssimo, com grande quantidade de buracos e, pistas irregulares, colocando os motoristas em situação de risco. Os acostamento, quando existem, em muitos trechos, não pode se que ser utilizados. A CNT (Confederação Nacional dos Transportes) avaliou, até o final do ano passado, 92,7 mil quilômetros de estradas no País. Os técnicos especializados revelaram que mais da metade, 57,4%, ou 53,2 mil quilômetros, apresentam problemas e são inadequados para o tráfego economicamente viável e seguro de veículos de qualquer porte. Nove itens do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelecem, como punição, a suspensão da carteira para o motorista infrator, e qual é a punição para um governo incapaz de sanar os problemas da população que precisa da estrada e paga IPVA?

 

Hoje, Quarta feira 08 de fevereiro, mais vítimas do Trânsito, morrem em estradas gaúchas.

Condutor e passageiro de moto morrem em acidente na BR-158
Duas pessoas que estavam em uma moto morreram em acidente de trânsito no km 264 da BR-158, no município de Júlio de Castilhos (RS), na manhã desta quarta-feira (8). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), houve uma colisão com uma caminhonete.
As vítimas que estavam na moto tinham 23 e 80 anos, segundo a PRF. O motorista da caminhonete sofreu ferimentos e foi removido para um hospital próximo.

Caminhão carregado com frutas atinge barranco no interior de Giruá
Por volta das 10h50min desta quarta-feira, um caminhão carregado de frutas e legumes chocou-se em um barranco no Km 50 da rodovia que liga Santa Rosa a Giruá (ERS-344).
De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o veículo, com placas de Ijuí transitava no sentido Giruá-Santa Rosa e o condutor teria perdido o controle do veículo e atingiu o barranco.
Em torno de uma hora e vinte minutos após o acidente, equipes do Samu e dos Bombeiros conseguiram retirar o condutor das ferragens. O motorista, Leandro Pinheiro da Silva, 35 anos, está em observação no Hospital Vida e Saúde de Santa Rosa. Já o passageiro, Carlos Rodrigo Klagenderg, 22 anos, foi internado com ferimentos.

Acidente deixa dois feridos na RS-168
Na manhã de quarta-feira, 8 de fevereiro, aconteceu um acidente de trânsito na RS-168, próximo ao Piraju. O Gol de placas IGR 6808, de Cerro Largo, trafegava na rodovia no sentido Roque Gonzales/São Luiz Gonzaga e colidiu numa carreta bi-trem com placas IBF 6841, de Roque Gonzáles, carregada com lenha, sob direção de Homero Bernardi, que vinha no sentido contrário.
De acordo com a Brigada Militar, o motorista do Gol, Sigismundo Ciepielewski, de 71 anos, estava acompanhado de quatro ocupantes e dois precisaram de atendimento médico. Sigismundo e o sobrinho Gabriel tiveram ferimentos leves e foram encaminhados ao Hospital de São Luiz Gonzaga.

Fonte: http://anoticia.com/sitenovo/acidente-deixa-dois-feridos-na-rs-168/