#RANKING DO SANEAMENTO: QUAIS SÃO AS MELHORES E PIORES CIDADES DO #BRASIL

FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO É CAUSA DE DOENÇAS
A coleta de dados de mais uma pesquisa comprova novamente que o Brasil está ficando para traz no desenvolvimento. O saneamento básico é peça chave no que tange o crescimento de um país. Segundo o Instituto de pesquisas Trata Brasil o país cresceu apenas 3 pontos percentuais em 9 anos (de 2000 até 2008) em coleta de esgoto, subindo de 52% para 55%.
Em todo território nacional há 5.565 municípios, destes, 2.495 não possuem nenhum tipo de rede coletora de esgoto, quase 45% do total. Somente 29% dos municípios brasileiros (1.587 cidades) têm algum sistema de tratamento de esgoto instalado.
Junto com resíduos agrotóxicos e destinação inadequada do lixo, o não tratamento do esgoto sanitário responde por 72% das incidências de poluição e contaminação das águas de mananciais, 60% dos poços rasos e 54% dos poços profundos. E atualmente 30,5% dos municípios lançam o esgoto não tratado em rios, lagos ou lagoas e utilizam as águas destes mesmos escoadouros para outros fins.
Enquanto não são tomadas medidas rápidas para melhorar o saneamento no Brasil, o mosquito do aedes aegypti encontra seus criadouros se prolifera, causando mais epidemias que custam milhares de reais aos cofres públicos.
Outras doenças são registradas devido a incidência da falta de saneamento. O estudo “Esgotamento Sanitário Inadequado e Impactos na Saúde da População”, desenvolvido pelo Instituto Trata Brasil, revela que as diarréias respondem por mais de 50% das doenças relacionadas ao saneamento básico inadequado, sendo responsáveis também por mais da metade dos gastos com esse tipo de enfermidade.
90% das cidades afirmaram não ter, hoje, como controlar as águas das chuvas.

Melhores X Piores cidades no ranking do Saneamento

Ranking do saneamento revela lentidão nos avanços do atendimento voltado à água e esgotos. O estudo feito pelo Instituto Trata Brasil avaliou os serviços nas 81 maiores cidades do País, e mostra o que ocorre com esgoto gerado por mais de 72 milhões de brasileiros.

O título das 10 piores cidades acima de 300 mil habitantes ficou com:
1ª Nova Iguaçu (RJ): população: 855 mil habitantes e sem coleta de esgoto;
2ª Belém (PA): com 1,4 milhão de habitantes e 6% de atendimento com serviço de esgoto;
3ª Canoas (RS): abastece com água 94% da população de cerca de 329 mil habitantes e atende apenas 13% com coleta de esgoto;
4ª Rio Branco (AC): com 301 mil habitantes e com tratamento de esgoto de apenas 3%;
5ª Jaboatão do Guararapes (PE): com apenas 8% de atendimento de esgoto a uma população de 678 mil pessoas;
6ª Ananindeua (PA): com 495 mil habitantes e nenhum tratamento de esgoto;
7ª São João do Meriti (RJ): com 0% de cobertura de esgoto e uma população de 468 mil pessoas;
8ª Belford Roxo (RJ): com mais de 495 mil habitantes e 1% de atendimento com serviço de esgoto;
9ª Duque de Caxias (RJ): população de 864 mil habitantes sem tratamento de esgoto;
10ª Porto Velho (RO): com 0% de esgoto tratado para uma população de 379 mil habitantes, que ocupam a última posição.

Por outro lado o ranking mostra ainda que, no conjunto dos indicadores avaliados, estão entre as melhores cidades do País:
1ª Santos (SP): primeiro colocado, com operação estadual;
2ª Uberlândia (MG): com operação municipal;
3ª Franca (SP): com operação estadual;
4ª Jundiaí (SP): com operação municipal em parceria com o setor privado;
5ª Curitiba (PR): com operação estadual;
6ª Ribeirão Preto(SP): com operação municipal em parceria com o setor privado;
7ª Maringá (PR): com operação estadual;
8ª Sorocaba (SP): com operação municipal;
9ª Niterói (RJ): operação privada
10ª Londrina (PR): com operação estadual na prestação dos serviços.

Atendimento ao esgoto:
O índice médio de coleta de esgoto nas 81 maiores cidades do Brasil é de 57% do que é produzido pela população, conforme a pesquisa do Instituto Trata Brasil.  Das cidades pesquisadas, 28 informaram ter índice de coleta de esgoto superior a 80% da população, sendo que, deste total, 3 informaram ter 100% de coleta: Belo Horizonte, Porto Alegre e Montes Claros.
Por outro lado, 53 cidades apresentaram índices de coleta inferiores a 80%.  No que se refere ao tratamento, o índice selecionado pelo Trata Brasil informa o volume médio de esgoto tratado em função da água consumida e nas cidades classificadas, a média ficou em 39%.  16 cidades informaram ter índices superiores a 70% e 44 municípios informaram ter índice de tratamento abaixo do percentual médio de 39%, incluindo as capitais Rio Branco, Aracaju, Natal, Cuiabá, Porto Alegre, São Luís, Teresina, Macapá e Belém.

Fonte: http://www.tratabrasil.org.br/

Anúncios

Uma resposta para “#RANKING DO SANEAMENTO: QUAIS SÃO AS MELHORES E PIORES CIDADES DO #BRASIL

  1. A REALIDADE DOS LIXÕES E ATERROS NO BRASIL.

    O BICHO

    Vi ontem um bicho
    Na imundície do pátio
    Catando comida entre os detritos.
    Quando achava alguma coisa,
    Não examinava nem cheirava:
    Engolia com voracidade.
    O bicho não era um cão,
    Não era um gato,
    Não era um rato.
    O bicho, meu Deus, era um homem.
    Manuel Bandeira

    Prezados,
    Gostaríamos de parabenizá-los pelo trabalho realizado na coleta e destinação final dos resíduos da região e como empresa amiga do meio ambiente, queremos compartilhar uma novidade que poderá mudar a situação do município na questão ambiental e econômica no tratamento dos resíduos sólidos.

    Desde Janeiro de 2013, após conseguirmos no Brasil a PATENTE DE FABRICAÇÃO junto ao INPI, estamos comercializando o DECOMPOSITOR DE RESÍDUOS ECOTRASH que trabalha de maneira ambientalmente correta, sem agredir o meio ambiente, trazendo uma série de benefícios para todas os municípios interessados em ter uma usina e tratar definitivamente seus resíduos e rejeitos.
    NÃO É INCINERAÇÃO DE RESÍDUOS!!!! Essa tecnologia já está ultrapassada, pois além de muito cara, requer muita manutenção e gasta muito em sua operação.

    ECOTRASH é um equipamento de decomposição térmica de resíduos que trabalha por PIRÓLISE, foi desenvolvido com tecnologia Japonesa para tratar resíduos perigosos diversos.
    Esta inovadora técnica utiliza uma especial força magnética que permite que a matéria orgânica seja decomposta espontaneamente, numa temperatura próxima à 500 °C.
    São equipamentos compactos, eficientes, robustos e simples em sua operação e manutenção e principalmente NÃO UTILIZAM COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS em sua operação, reduzindo o custo e também o impacto ambiental. Essa tecnologia pode ser utilizada em grandes e pequenos municípios que têm dificuldades em fazer o descarte correto de seus rejeitos.
    VANTAGENS:

     O resíduo tem seu volume reduzido em cerca de 98%.
     Baixíssimas emissões de gases poluentes devido a decomposição sem chamas, atuando entre 250 e 480 ºC.
     Não forma dioxinas, pois atua na falta total ou parcial de oxigênio.
     Trabalha durante 24 horas sem gastar um centavo de combustível.
     Evita a formação de metano e percolados (chorume) caso as cinzas sejam destinadas em aterros.
     O número de operadores é baixo;
     A manutenção é simples e muito barata;
     Gera emprego digno para os catadores da região;
     Pode ser instalado em pequenos galpões;
     Pode tratar resíduos urbanos, de saúde e industrial.

    O valor para aquisição de qualquer unidade é baixo e pode ser parcelado diretamente com a ECOTRASH.

    MODELOS:
    ECO 4200- 3 toneladas/dia
    ECO 8200- 6 toneladas/dia
    ECO 8230- 9 toneladas/dia

    Se o município visa destinar corretamente seus resíduos e possuir uma tecnologia moderna, de baixo custo, única no Brasil e que atenda às normas ambientais, chegou a hora!!!

    Visite nosso site: http://WWW.ecotrash.ind.br onde temos mais informações, fotos e vídeos de unidades em Minas Gerais.

    Cordialmente……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s